O que é um xamã? E de onde surgiu esse termo?

AddThis Social Bookmark Button

O que é um xamã?

E de onde surgiu esse termo?

A antropologia adotou esse termo "xamã" porque as primeiras pesquisas que foram realizadas em torno do xamanismo se deram a partir do povo Tungu, natural da Sibéria. Onde um homem de cura ou curador é chamado de "saman" (alguém que está em transe, excitado, comovido, elevado). Os antropólogos então acabaram por generalizar o termo xamã para identificar os povos aborígenes ou grupos específicos de curadores, que muitos são chamados de Pajes,curandeiros, bruxos, bruxas, mágos etc. Na verdade em cada grupo ou povo onde o xamanismo ainda é vivo e praticado, as praticas xamãs essencialmente são muito parecidas, manipulan as forças da natureza, fogo, terra, ar e agua, utilizam o transe para entrar em contato com os espíritos da natureza e de seus antepassados.

 

 

Segundo o Livro de:

Kegan Paul, Trench, Trubnor, 1985"

"Em todas as línguas tungus, esse termo (saman) refere-se a pessoas de ambos os sexos que dominaram os espíritos e que podem introduzí-los em si mesmos quando quiserem, usando seu poder para interesses próprios ou principalmente para ajudar pessoas que sofrem assédio dos espíritos."

Os xamãs tem o poder então de se comunicar e interagir com os espíritos da natureza e dos seus antepassados, em prol da tribo ou da sua comunidade, com o objetivo de curar uma pessoa doente ou possuída por espíritos maléficos. Ele pode também interagir com as forças e energias ocultas e vivas na natureza.

A velha religião era uma Religião de êxtase. A arqueologia nos comprovam com desenhos e figuras humanas com olhos arregalados de assombro, seres humanos dançando com animais selvagens, alçando vôo com pássaros, dividindo domínios aquáticos com os peixes e as serpentes. Estas práticas religiosas e ritos xamânicos que sobrevivem até os dias de hoje entre povos indígenas também indicam experiências de êxtase religioso, danças, tambores, cânticos, que reencenam os mitos primevos da criação e induzem ao transe.

Talvez o Xamanismo tenha sido a religião única de nosso passado, foi praticado em todo nosso globo. Apesar de suas práticas sejam um pouco diferentes, o seu conteúdo e sua prática são muito parecidas ou seja mais ou menos iguais.

Xamanismo é uma arte de promover, Equilíbrio, Harmonia e Saúde psico-fisicas, através do estado de êxtase ou da expansão da consciência, que o Xamã adquire após longos períodos de treinamentos e iniciações.

O Termo Xamanismo, também hoje em dia é utilizado para definir determinadas práticas espirituais e ritos religiosos, proto-históricos, e primitivos. Estas práticas tem em comum o culto a Natureza, e estão divididos em diversas modalidades tais como:

Xamanismo dos aborígines (índios) siberiano.

Xamãs de tribos indígenas de todas as América.

Os adeptos da Religião Celta, o Druidísmo, e a tradição familiar de Bruxaria ou Wicca como ficaram sendo conhecidos hoje em dia, cultuadores da Grande Mãe Natureza. Estas civilizações que povoaram toda Europa, tiveram seu primeiro apogeu em torno de 9000 anos antes da era Cristã.

Ainda temos as práticas dos povos Aborígines da Índia como o Povo Drávida ou Tantrico que tiveram seu apogeu em torno de 10000 anos antes da era cristã.

Dentre muitos outros povos aborígine da antigüidade.

As mais antigas obras de artes datam de 35.000 a 10.000 anos antes da era cristã. Estas imagens representam figuras humanas de mães, e foram chamadas de Vênus pelos arqueólogos, esculpidas em osso, marfim e pedra ou moldadas em barro, foram encontradas por toda a Europa e na África. Estas pequenas estatuetas com grandes ventres, seios repletos e volumosos, coxas grossas, eram representações de Deusas Mãe, A Velha Religião assim como e chamada o Culto de origem matriarcal, que antecede os cultos patriarcais, mas este assunto abordarei em uma outra oportunidade, também era uma religião de Êxtase.

Autor: Alberto Junior.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar